Sedentarismo da vida moderna

Sedentarismo da vida moderna: As comodidades nos tornam mais sedentários e com nível de estresse elevado. Saiba como balancear a vida e se manter saudável.

Sedentarismo da vida moderna

Texto: Bruno Aires

Não adianta! Quanto mais a modernidade avança, menos nossa saúde acompanha a tendência. Nós homens não resistimos a um videogame, não soltamos o controle da TV para nada e pegamos o carro até para ir à padaria. Isso no fim de semana, porque de segunda a sexta-feira é pior. De manhã é smartphone para checar e-mails de trabalho. No almoço, comer sem olhar para o prato é lei, navegando na internet com uma mão e sustentando o garfo na outra. À noite, para quê descansar, se há uma pilha de relatórios esperando revisão?

workaholics

Ser workaholic é comum hoje em dia.

É lugar comum criticar o sedentarismo. Agora, quem pensa que o vício em trabalho não afeta mais do que sua vida social, precisa checar as últimas estatísticas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, um terço dos infartos em todo o país é provocado por estresse.

coracaofinal

Estresse esse que por sua vez cresce na mesma proporção que o excesso de celulares, computadores e engarrafamentos.

O que isso tem a ver? Sedentarismo somado a uma rotina estressante configura um prato cheio para os problemas cardiovasculares. Já que não podemos (ou não queremos) combater o comodismo pós-moderno, temos que investir onde dá pra melhorar.

“Talvez o grande problema do homem seja não ter a cultura dos exames de rotina, como as mulheres têm. Vão ao médico em último caso, quando um problema simples já virou um caso de intervenção cirúrgica, por exemplo. E com o coração não se brinca, muitas vezes não há tempo hábil para se voltar atrás”, explica o cardiologista Stephan Lachtermacher, do Instituto Nacional de Cardiologia (INC). O especialista destaca que uma mente tranquila e um corpo saudável são os dois componentes fundamentais para quem quer ter qualidade de vida e energia de sobra.

É verdade que cada vez mais buscamos exercícios para cuidar do corpo, mas isso é o suficiente? Muitos de nós (se não a maioria) recorrem à academia para pegar pesado na malhação, para ficarem sarados, sem se preocupar com a qualidade dos exercícios. Comer direito então não está nem nos planos, ao contrário dos potes de suplemento que se acumulam no armário.

Sedentarismo da vida moderna

E mais uma vez a saúde fica de lado para os que esquecem que flexões e abdominais devem andar juntas com uma vida regrada. Mudar não é simples, mas é necessário. Quanto mais cedo, mais fácil. Abaixo, o cardiologista do Instituto Nacional de Cardiologia dá dicas de como começar a trilhar um caminho mais sadio.

#Largue o cigarro já! O fumo é um dos grandes inimigos do coração.
#Faça exercícios regulares. Três vezes na semana, pelo menos.
#Cheque sua pressão arterial regularmente.
#Faça exames de rotina. Não é só a mulher que precisa se consultar com regularidade, sabia?
#Durma bem à noite.
#Coma mais qualidade do que quantidade. Comer direito é a chave da disposição física.
#Controle seu peso. Nada de pança de chope, que é forte indicadora de problemas de saúde.
#Por falar no chope, não beba todos os dias. Deixe para o fim de semana.
#Sexo também é exercício. Disso você pode abusar!

feitoparahomens

FpH - Feito para homens no sentido completo da palavra, criativos, honrados, honestos, íntegros, conquistadores, antenados, bem humorados e inteligentes. O site masculino mais completo.